18/05/2019  Coroação de Nossa Senhora - 18/05 após a missa das 16h30
Receba em seu email nossas publicações.
Nome:
E-mail:
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Notícias

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Rota 300: Imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida permanece em Fortaleza até junho

 

Os trezentos anos de aparição da imagem da padroeira do Brasil já estão sendo comemorados por meio do projeto Rota 300. A iniciativa contempla uma peregrinação da réplica de Nossa Senhora Aparecida em todo o País. Na arquidiocese de Fortaleza, a imagem foi recebida com festa na última terça-feira, 12, e permanecerá até o dia três de junho. Na manhã desta quarta-feira, 13, foi realizada uma coletiva de imprensa no auditório da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima (Av. 13 de Maio, 200) para detalhar a peregrinação ao longo dos próximos meses.

A imagem percorrerá igrejas, comunidades e institutos religiosos, hospitais, shoppings, comunidades terapêuticas, unidades de privação, casas de recuperação de dependentes químicos. Os jovens são protagonistas da peregrinação. É pelas mãos deles que a imagem chegará a todos, de acordo com Herlon Macedo, da coordenação do setor de juventude da arquidiocese. “É um momento em que a juventude é protagonista. É ela quem vai caminhar com Nossa Senhora. É pelas mãos dos jovens que Nossa Senhora vai chegar a todos os jovens e também às comunidades paroquiais, comunidades de vida, comunidades religiosas.”

O Rota 300 é um projeto que busca o protagonismo dos jovens na evangelização e foi levado à frente pela Comissão Nacional Episcopal para Juventude da CNBB. No encontro de revitalização em 2013, foram criados eixos para a peregrinação que promovem uma juventude missionária, propõem criar uma assessoria com os pais para dar suporte, além de criar e assegurar o setor diocesano de juventude. Padre Watson Façanha, referencial da juventude da CNBB NE 1, explica que a arquidiocese tem se organizado com este objetivo. “A Igreja é viva, a Igreja é jovem e continuará sendo se os jovens estiverem em constante processo missionário, assumirem o ser discípulos e missionários de Jesus”, disse.

Ano da misericórdia

A peregrinação da imagem também está ligada às celebrações do ano da misericórdia. Padre Rafhael Maciel, reitor do seminário propedêutico da arquidiocese e missionário da misericórdia, ressalta que Maria é a Mãe da Misericórdia. “A Igreja na sua grande tradição vem chamando Maria de Mãe da Misericórdia. Mais do que nunca o Senhor nos deu esse presente aqui em Fortaleza de poder unir a visita da imagem de Nossa Senhora Aparecida com o Jubileu Extraordinário da Misericórdia. Então, nós vamos ter a oportunidade pela chegada da virgem Maria de ir a tantos lugares necessitados de misericórdia, mostrar o rosto misericordioso de Jesus para muitas pessoas.”

Padre Rafhael Maciel destaca que a visita da imagem de Nossa Senhora também nos levará a viver mais intensamente as obras de misericórdia. Ele ressalta que serão alcançados os que mais precisam de misericórdia. Nas unidades prisionais, nos hospitais e em comunidades terapêuticas “estão aqueles para quem Jesus mandou que vivêssemos as obras de misericórdia: eu estive preso e fostes me visitar, eu estive enfermo e fostes me visitar, eu estava aflito e me consolastes. As obras de misericórdia espirituais e corporais mais do que nunca nós vamos ter a oportunidade de vivê-las nesse espaço da visita de Nossa Senhora Aparecida. Um exercício que vamos continuar vivenciando.”

Nossa Senhora de Fátima

No próximo ano, também serão celebrados os 100 anos de aparição de Nossa Senhora na cidade de Fátima, em Portugal. A arquidiocese de Fortaleza está se preparando para a festa. Padre Francisco Ivan de Souza, pároco da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, explica que será um grande momento de evangelização.

“É um grande momento de evangelização. Essa evangelização que passa sobretudo pela oração, pela penitência, pela conversão e pelo compromisso com o Reino de Deus. Nossa Senhora Aparecida nos dizia que irmão não pode escravizar irmão em pleno tempo de escravidão do Brasil. Nossa Senhora de Fátima dizia que irmão não poderia matar irmão em meio à Grande Guerra Mundial. É um momento de evangelização e de celebração. Quando se trata de Nossa Senhora, é uma alegria muito grande”, destacou padre Ivan.

Por Teresa Fernandes

 
Fonte: Comunidade Shalom
Link: http://www.comshalom.org/rota-300-imagem-peregrina-de-nossa-senhora-aparecida-ira-passar-por-hospitais-e-unidades-prisionais/
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
  Paróquia Nossa Senhora da Glória - Arquidiocese de Fortaleza
Av. Oliveira Paiva, 905 - Cidade dos Funcionários - Fortaleza-CE - CEP 60.822-130  |  Telefone: (85) 3279-4500
www.igenio.com.br