29/07/2018  Ação Social na Paróquia Nossa Senhora da Glória - 29/07/2018 das 8h às 12h
21/07/2018  Grupo Santa Teresinha promove Sessão de Cinema - 21/07/18 às 19h
03/08/2018  "Em Cristo somos todos irmãos" - Festa da Padroeira 2018 da Paróquia Nossa Senhora da Glória
Receba em seu email nossas publicações.
Nome:
E-mail:
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
O MENSAGEIRO DA GLÓRIA | 10/03/2018

Edição Jan Fev Mar de 2018

Entrevista: “Somos todos chamados à conversão”

Desde os primórdios do Cristianismo a Quaresma marcou para os cristãos um tempo de graça, oração, penitência e jejum, afim de obter a conversão. Esses quarenta dias que precedem a Semana Santa são colocados pela Igreja para que cada um de nós se prepare para a maior de todas as Solenidades litúrgicas do ano, a Páscoa, a grande celebração da Ressurreição de Jesus, a vitória Dele e nossa sobre o Mal, sobre o pecado e sobre a morte. Mas como podemos viver uma santa Quaresma, rumo à Páscoa do Senhor? Quem nos responde a esta e outras perguntas sobre o tema é o nosso vigário paroquial, Pe. Júlio César:

O Mensageiro: A Igreja, neste tempo quaresmal, une-se ao mistério de Jesus no deserto. Podemos dizer que a quaresma é o retiro dos cristãos?

Pe. Júlio: A cada ano a Igreja nos oferece um tempo especial de graça de Deus para rever nossas atitudes como cristãos e discípulos de Cristo. Este tempo litúrgico se chama Quaresma, que é um tempo especial de preparação para celebrarmos de uma forma mais digna o mistério da Páscoa do Senhor. Esse tempo, com certeza, é um grande retiro espiritual para o nosso crescimento na fé e o nosso amor incondicional a Jesus Cristo e sua palavra.Somos todos chamados neste tempo, de uma forma mais forte,à conversão.

2. A cada ano, a caminhada quaresmal nos propõe, de modo mais intenso, o jejum, a oração e a caridade (esmola). Quais os frutos destes exercícios espirituais para os cristãos?

Este tempo quaresmal apresenta para nós elementos espirituais para ajudar neste processo de conversão e santificação:oração,jejum e caridade. Seus frutos são a intimidade e a unidade com Deus, através da oração; o desapego às coisas materiais, através do jejum, e a solidariedade com aqueles que nada têm, com a caridade.

3. Também a confissão é fundamental neste período?


Uma das coisas que mais atrapalha o nosso processo de conversão é o pecado do orgulho e da soberba. Ele faz com que as pessoas não se reconheçam como pecadoras e não se arrependam de seus pecados – e o mais grave é que ficam julgando e apontando os defeitos dos outros. A grande maneira de nos livrarmos dos nossos pecados é através do sacramento da reconciliação(confissão), em que a pessoa, numa atitude humilde, se reconhece pecadora e se arrepende verdadeiramente de seus pecados.

4. A conversão exige sacrifícios e mudança de vida. Em um mundo marcado pelo individualismo, como podemos avançar em nossa caminhada de conversão?

Ninguém se converte da noite para o dia, como num passe mágica. A conversão é um processo lento e às vezes doloroso, mas é necessário que aconteça. É uma luta constante. Só com muita força de vontade e a graça de Deus se consegue a conversão.

5. Que roteiro o senhor sugere para a vivência de uma santa Quaresma, rumo à Páscoa do Senhor?

Sugiro que os fiéis busquem o sacramento da confissão, pratiquem a caridade para aqueles que precisam e cultivem uma maior intimidade com Deus através da oração.Tudo isso ajuda na nossa santificação. Desejo a todos uma feliz quaresma!


Como viver a Quaresma


1. Arrependendo-me de meus pecados e confessando-me

Pensar em quê eu ofendi a Deus, Nosso Senhor, se me dói tê-lo ofendido, se estou realmente arrependido. Este é um bom momento do ano para realizar uma confissão preparada e de coração. Revise os mandamentos de Deus e da Igreja para poder fazer uma boa confissão. Sirva-se de um livro para estruturar sua confissão. Busque tempo para realizá-la.

2. Lutando para mudar:

Analise sua conduta para conhecer em quê esta falhando. Faça propósitos para cumprir dia a dia e revise à noite se os alcançou. Lembre-se de não colocar muitos propósitos porque será muito difícil cumpri-los todos. Deve-se subir as escadas de degrau em degrau, não se pode subir toda ela de uma só vez. Conheça qual é o seu defeito dominante e faça um plano para lutar contra ele. Teu plano deve ser realista, prático e concreto para poder cumpri-lo.

3. Fazendo sacrifícios:

A palavra sacrifício vem do latim sacrum-facere, significa "fazer sagrado". Então, fazer um sacrifício é fazer alguma coisa sagrada, quer dizer, oferecê-la por amor a Deus, porque o ama, coisas que dão trabalho. Por exemplo, ser amável com um vizinho com quem você não simpatiza ou ajudar alguém em seu trabalho. A cada um de nós há algo que nos custa fazer na vida de todos os dias. Se oferecemos isto a Deus por amor, estamos fazendo sacrifício.

4. Oração:

Aproveite estes dias para rezar, para conversar com Deus, para dizê-lo que o ama e que quer estar com Ele. Pode ser útil um bom livro de meditação para Quaresma. Você pode ler na Bíblia passagens relacionadas com a quaresma.

Fonte: www.catequisar.com.br
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
  Paróquia Nossa Senhora da Glória - Arquidiocese de Fortaleza
Av. Oliveira Paiva, 905 - Cidade dos Funcionários - Fortaleza-CE - CEP 60.822-130  |  Telefone: (85) 3279-4500
www.igenio.com.br