Nenhum compromisso
Receba em seu email nossas publicações.
Nome:
E-mail:
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
O MENSAGEIRO DA GLÓRIA | 15/10/2016

Edição setembro/outubro de 2016

Testemunho: Por intercessão de Nossa Senhora Aparecida, a graça de um filho

-----
Juliana Jesuino da Costa Ribeiro e Enio Braga Ribeiro

Quando eu e Enio casamos, em 2004, na capela de Nossa Senhora Aparecida, no Jardim das Oliveiras, já sabíamos que eu tinha útero miomatoso (uma quantidade incontável de miomas) e desde então passei por várias cirurgias para retirada do máximo de miomas possíveis para que um dia pudesse engravidar.

Infelizmente, mesmo após seis cirurgias (histerectopias, que é a retirada de miomas) muitos médicos nos desiludiram, dizendo que era impossível eu engravidar de forma natural, devendo ser submedida à inseminação artificial. Isto porque meu útero ainda tinha muitos miomas e as tentativas de gravidez eram frustradas.

Eu lembro bem de um médico que disse: “você dificilmente gerará um filho e se você ficar grávida vai ser muito fácil perder o feto. Vou colocar um implante em você para não engravidar e daqui a cinco anos você deve fazer uma histerectomia.” Decidi nunca mais voltar naquele consultório.

Eu tinha aproximadamente 30 anos na época. Sabia que não tinha muito tempo e naquele dia saímos os dois muito abalados da clínica. Depois passei a orar muito com meu esposo e pedi com muita fé a Nossa Senhora Aparecida que me tornasse mãe, caso merecesse, e que fosse um filho proveniente do meu ventre ou adotado, só não queria sofrer um aborto, como aquele médico dizia eu estava sujeita. Pedi a Nossa mãezinha para continuar abençoando nosso casamento.

Vale ressaltar que neste interim, descobrimos que Enio também tinha problemas para fertilização e ainda perdeu seu pai, sr. Aluisio, o qual queria muito este netinho, e lhe dava até o nome de Marcelo.

Após passarmos por muitos médicos, finalmente um optou por aceitar fazer o nosso tratamento, dr. Marcelo Cavalcante.  Este médico foi enviado por Deus, temos certeza. Enio foi encaminhado para um urologista e ficou curado com medicação e eu passei por alguns procedimentos na tentativa de estimular a formação do óvulo. Enquanto isso, eu e Enio fizemos o Encontro de Casais com Cristo (ECC), em 2005, e foi muito importante para nossa maior aproximação com Deus e Nossa Senhora.

Um ano depois eu engravidei naturalmente, sem remédio algum. Foi uma gravidez de risco, acompanhada mensalmente com remédios para não abortar e para fortalecer os pulmões do neném caso nascesse prematuro. Mas tudo acontece no tempo de Deus e com 37 semanas Eduardo nasceu forte e saudável em parto cesariano (devido aos riscos de hemorragia se fosse parto normal), feito pelo Dr. Marcelo (obstetra) e pelo Dr. Aluisio (anestesista). Creio que não foi coincidência, mas providência, pois sabemos que foi Nossa Senhora Aparecida que intercedeu para que tivéssemos a graça de ter um filho lindo, carinhoso, inteligente e muito abençoado, nosso Eduardo, que hoje tem 9 anos.  Há onze anos estamos no ECC e há seis anos fazemos parte da Pastoral da Acolhida da Paróquia Nossa Senhora da Glória.

>>> Para compartilhar o seu testemunho com a nossa comunidade, entre em contato com a Pastoral da Comunicação através da Secretaria da Paróquia ou do e-mail omensageiro@paroquiagloria.org.br
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
  Paróquia Nossa Senhora da Glória - Arquidiocese de Fortaleza
Av. Oliveira Paiva, 905 - Cidade dos Funcionários - Fortaleza-CE - CEP 60.822-130  |  Telefone: (85) 3279-4500
www.igenio.com.br