Nenhum compromisso
Receba em seu email nossas publicações.
Nome:
E-mail:
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Saiu na Imprensa

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Papa nomeará arcebispo de Brasília como cardeal

 
Dom Sérgio da Rocha está entre os 13 novos cardeais com menos de 80 anos que serão nomeados pelo papa Francisco em novembro

O papa Francisco anunciou ontem que celebrará um consistório no qual serão criados 17 novos postos de cardeal, 13 dos quais para religiosos com menos de 80 anos, uma lista que inclui o arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha.

Além de Dom Sérgio, que também é presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), serão nomeados cardeais os arcebispos Carlos Osoro Sierra (Madri), Baltazar Enrique Porras Cardozo (Mérida, Venezuela), Carlos Aguiar Retes (Tlalnepantla, México) e outros. Os cardeais com mais de 80 anos não podem participar dos conclaves para eleger um novo Papa.

“Com alegria, anuncio que sábado, 19 de novembro, na véspera do fechamento da Porta Santa da Misericórdia, realizarei um Consistório para nomear 13 novos cardeais, de cinco continentes”, informou o papa Francisco. “Sua proveniência, de 11 nações, expressa a universalidade da Igreja”, acrescentou.

Dos 13 novos cardeais eleitores, três são procedentes da Europa, três da América Latina, três dos Estados Unidos, dois da África e dois da Ásia. Uma das novas nomeações é a de Mario Zenari, que permanecerá como núncio apostólico da Síria.Também serão nomeados outros quatro cardeais de mais de 80 anos.

Dom Sérgio

O brasileiro Dom Sérgio da Rocha, de 56 anos, foi feito arcebispo de Brasília em 2011 por Bento XVI. Sacerdote desde 1984, completou seu doutorado em Teologia Moral na Academia Alfonsiana da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma. Foi ainda presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, na CNBB, de 2011 a 2015, ano em que assumiu a presidência da organização.
 
Em entrevista para as Páginas Azuis do O POVO, Dom Sérgio falou sobre a infância no município paulista de Matão, onde nasceu. “Fui um menino normal que gostava de brincar e jogar, como tantos outros, especialmente no tempo em que vivi na zona rural, onde comecei meus estudos. Mas também comecei a trabalhar bem cedo. Na fazenda, as crianças logo começavam a acompanhar os pais no trabalho”, lembrou em maio de 2015, na época, recém empossado presidente da CNBB.

Sérgio da Rocha também foi bispo auxiliar em Fortaleza, de 2001 a 2007. “Foi minha primeira escola de vida episcopal. Aprendi muito com os bispos, padres e o povo querido de Fortaleza. Recebi o título de cidadão fortalezense, que muito me honra. Saudade e gratidão é o que sinto. Eu gostava muito de visitar as comunidades do interior da Arquidiocese de Fortaleza, assim como das periferias, pois nelas encontrava sempre muita acolhida carinhosa e testemunho animado de fé”. (com agências)

 
 
Fonte: O Povo - Brasil
Link: http://www.opovo.com.br/app/opovo/brasil/2016/10/10/noticiasjornalbrasil,3663284/papa-nomeara-arcebispo-de-brasilia-como-cardeal.shtml
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
  Paróquia Nossa Senhora da Glória - Arquidiocese de Fortaleza
Av. Oliveira Paiva, 905 - Cidade dos Funcionários - Fortaleza-CE - CEP 60.822-130  |  Telefone: (85) 3279-4500
www.igenio.com.br